Tudo o que você precisa saber sobre tartarectomia e tártaro em cães e gatos!


O tártaro nos dentes do seu pet não parece ser um problema de saúde? Você acha que a pior coisa que esse acúmulo de bactérias pode causar é o mau hálito do pet? Fique atento: a saúde dos seus cães e gatos pode estar em risco!

Por que os pets tem tártaro?

Por causa da falta de limpeza adequada, cães e gatos apresentam predisposição para a formação de tártaro, um acúmulo de placas bacterianas entre os dentes e a gengiva que causa mau hálito, gengivite e periodontite. Apesar da sabedoria popular apontar que a boca de um cão apresenta menos bactérias que uma boca humana, a verdade é que os pets também precisam de cuidados bucais básicos como escovação e tratamento dental - além do mau hálito, o tártaro traz diversos outros problemas de saúde podem atingir o organismo do seu cão ou gato!

Previna o tártaro com a limpeza adequada!

Você pode não conhecer a importância de escovar periodicamente os dentes do seu pet, e é aí que mora o perigo: com a falta de limpeza constante, o ambiente se torna adequado para o desenvolvimento de mais bactérias e das placas bacterianas, que vão se acumulando e acabam endurecendo ou calcificando com o passar do tempo, dando origem ao tártaro. Além de prejudicar a aparência dos dentes do animal e causar mau hálito, as toxinas liberadas pelo tártaro afetam a saúde bucal do seu pet, podendo causar gengivite, queda dos dentes e até se tornando uma porta de entrada para infecções internas mais sérias.

Como profilaxia, além de procurar escovar os dentes do seu gato ou cãozinho com escova e creme dental adequados, oferecer ração seca e petiscos mais “duros” como ossinhos sintéticos para mastigar também são atitudes que contribuem para manter a limpeza e a saúde bucal do seu pet em dia.

O tártaro é um problema sério?

O tártaro em cães e gatos é sempre um problema! Os riscos que o acúmulo de placa bacteriana trazem para a saúde do seu pet são muito piores do que parecem à primeira vista: geralmente o mau hálito em gatos e cães parece ser o único problema, mas ele é justamente o sinal de que a saúde bucal do seu animal não anda bem! Quando o tártaro se calcifica, cada vez mais bactérias se acumulam, aderem na placa e passam a afetar a gengiva e a raiz dos dentes do animal:

  • No quadro de gengivite, as gengivas incham e se tornam avermelhadas, sensíveis e propensas ao sangramento: um quadro reversível de inflamação que requer principalmente a remoção do tártaro através da tartarectomia;
  • Ao surgir infecções gengivais mais sérias, com aparecimento de pus, raiz do dente aparente, retração ou hiperplasia gengival (crescimento desordenado da gengiva), percebe-se a periodontite, um quadro muito sério para a saúde do seu pet.

Você pode imaginar como essas inflamações podem causar muita dor e dificuldade de alimentação e comportamento e na vida do seu pet, mas infelizmente os problemas não param por aí: as bactérias presentes na boca (e no tártaro) do seu cão ou gato não ficam restritas à gengiva - na realidade, elas podem cair na corrente sanguínea e acabar em qualquer órgão do animal, causando frequentemente insuficiência renal e problemas cardíacos e hepáticos no pet. É importante, portanto, encarar o tártaro do seu pet como um problema sério, causador de muitos problemas de saúde e que precisa ser removido (e prevenido) o quanto antes!


Como livrar o meu pet do tártaro?

A boa notícia para o seu cãozinho ou gatinho que já tem tártaro é a tartarectomia! Apesar do nome complicado, a tartarectomia é um processo seguro e eficaz que remove o tártaro dos dentes e gengivas do seu animalzinho através de ultrassom ou cureta; a frequência com a qual esse procedimento deve ser realizado varia de acordo com o seu animal, e deve ser estabelecida pelo médico veterinário - então, nada de correr para solicitar o procedimento apenas quando notar que a saúde bucal do pet está prejudicada! Como geralmente demanda administração de anestesia e de medicamentos antibióticos, dependendo da situação do animal, apenas a equipe veterinária pode realizar a tartarectomia no seu cão ou gato, e cabe a você seguir o tratamento e as medidas preventivas que vão garantir o sucesso do procedimento!

 

Seu pet está com tártaro? Não fique esperando até a situação se agravar, ou até acumular mais para “limpar tudo de uma vez”: quanto mais você espera, mais tempo o seu melhor amigo passa em risco! É hora de agendar uma consulta e tratar o quanto antes: na clínica veterinária do Império dos Animais, tanto o diagnóstico quanto o tratamento estão disponíveis graças a uma equipe super capacitada que só quer o melhor para o seu pet!