Ultrassonografias: porque um laboratório completo (e um profissional capaz de interpretar os resultados) são tão importantes para o diagnóstico do seu pet!


Conhecido como ultrassom, o exame não é desconhecido para a maioria das pessoas, afinal seja com um paciente humano ou com um pet, alguns quadros clínicos exigem a realização de ultrassonografias para precisar o diagnóstico e o tratamento com mais precisão e segurança. Além disso, os exames de ultrassonografia podem ainda prevenir complicações e acompanhar a evolução do quadro clínico de maneira não-invasiva e indolor, colaborando muito para o sucesso do tratamento! 

 

 

Por que o veterinário do meu pet pediu um ultrassom?

A ultrassonografia veterinária se faz necessária em casos que exigem a visualização dos órgãos e estruturas do seu pet: sendo um exame não-invasivo, indolor e sem custo elevado, o ultrassom entrega imagens em tempo real e de alta resolução que agilizam e precisam o diagnóstico, colaborando com a decisão do veterinário sobre o melhor tratamento e acompanhamento, ou mesmo sobre a necessidade de uma cirurgia em casos como uma suspeita de fratura ou rompimento de ligamentos, pesquisa de tumores, investigação de problemas digestivos ou pulmonares, gestação, febre, vômito e emagrecimento de origem desconhecida; avaliação de glândulas adrenais e pâncreas, monitoramento de doenças cardíacas, investigação de mau funcionamento em algum órgão, investigação em casos de atropelamento, corpos estranhos e muito mais! 

 

 

Como é feita uma ultrassonografia veterinária?

A ultrassonografia é feita com a ajuda de um transdutor, um aparelho que emite e capta ondas sonoras: ao encostar na pele do paciente, ele se baseia nos ecos que essas ondas sonoras entregam para formar então uma imagem em tons de cinza da área examinada - o ultrassom com a função Doppler se baseia no fenômeno físico de observação de ondas sonoras emitidas e refletidas para permitir observar com precisão o fluxo sanguíneo dos vasos e do coração do paciente, auxiliando em diagnóstico, tratamento e acompanhamento de doenças cardiovasculares, oncologia e até gestação! 

Falando de cãezinhos e gatinhos, o procedimento é tranquilo e indolor, recomendado apenas um jejum de 8h quando possível - aliás, o seu pet raramente vai precisar ser sedado antes de um ultrassom, a menos que ele apresente uma condição de saúde especial ou uma intolerância à manipulação durante o procedimento! Antes da ultrassonografia, realiza-se a tricotomia - uma depilação da área avaliada no exame -, seguida pela aplicação de um gel específico com base neutra para não causar alergias, permitindo enfim o uso do transdutor e a captação de imagens em tempo real a serem examinadas pelo profissional especializado.

 

 

Qualquer veterinário pode analisar uma ultrassonografia?

Apesar da alta qualidade das imagens provenientes de uma ultrassonografia, elas são entregues pelo equipamento em uma escala de tons de cinza: as texturas dos órgãos e estruturas são verificadas com base nesta escala. Um exame bem analisado detecta estruturas estranhas, lesões, líquidos e muito mais, dentro das limitações de cada região. 

A análise de resultados por imagem faz parte da formação veterinária, então todos os profissionais já saem da faculdade sabendo um pouco dos conhecimentos básicos para analisar as ultrassonografias dos pacientes. Além dessa base, existem diversos cursos de aprimoramento e especialização profissional que capacitam o médico veterinário a analisar com excelência e mais precisão os ultrassons do seu pet: o Dr. Elielson da Império dos Animais, por exemplo, é pós graduado em diagnóstico por imagem e se capacitou ainda mais através de cursos de aprimoramento em ultrassonografia básico e avançada pela UFV,  tendo recentemente conquistado a especialização em ultrassom oftálmico, gestacional, cervical e pâncreas e adrenais - tudo isso para precisar ainda mais a interpretação dos exames e entregar a melhor qualidade no serviço para você e o seu pet! 

Seu pet precisa de um ultrassom? Vem para a Império!